segunda-feira, 25 de maio de 2009

Inveja

Depois as pessoas me perguntam porque eu acho as pessoas chatas - como se isso fosse um absurdo, algo beirando a tristeza. Meu, as pessoas são invejosas!! Se cada um vivesse sua própria vida, não se importasse com a roupa alheia, com quem você anda dormindo, quem anda te ligando de madrugada, quanto você tirou naquela prova do capeta, etc, etc, etc... certeza que a vida seria melhor. Bem melhor.
Eu fico me perguntando: gente que perde o tempo fazendo picuinha, fofoquinha e intriga, será que não trabalha? Porque pra ter tempo de fazer isso, só pode ficar a toa o dia todo. Tem gente que acorda mais cedo pra ter mais tempo de pensar asneira. Algo do tipo Sônia Abrão. Conselho: senta na frente do pc, sai do orkut (isso é o mal da humanidade!), fecha o msn (seus miguxos não querem tc com vc), abre a porra do word e escreve assim CURRICULUM. Imprime umas trocentas cópias e distribui por ai. Quando te chamarem, você vai, trabalha até morrer, e vejamos se sobra tempo para ficar bolando teorias conspiratórias. Eu juro que funciona.
Agora, se sua incapacidade de arranjar um emprego pra ocupar seu tempo for muito grande, ai você pega essa sua inveja e enfia no cu. Também deve funcionar.

_____
PS: Sorry. Sei que esse blog tá amargo nos últimos dias. Um dia vai melhorar.

3 comentários:

Humberto disse...

"Humberto, deixa que eu te explico:
As vezes é assim. As vezes a gente se sente assim. E tem hora que esse "as vezes" dura muitos dias, dura meses. E tbm nao é pra menos, essa sociedade anda chata! É o BBB, é a Gloria Perez que só sabe fazer novela em outro país e distorcer a cultura alheia, é gente chata na sala de aula, é cliente sem noção te amolando 8h da manhã, é cada uma pior que a outra. Um dia a gente descobre que a vida vai ser assim pra sempre. Aí, ou a gente suicida ou liga o fodas, relaxa, ri dos estranhos, e bola pra frente. Um dia a gente consegue olhar e somente rir, sem choro, sem stress, sem indiferença. Um dia.

Força, Humberto! Força!"


Você disse todas essas coisas bacanas pra mim quando eu estava vivendo um momento que, acho, era bem parecido com o seu atual (vide post: http://ohumbertoexplica.blogspot.com/2009/02/da-pra-fazer-caipirinha.html).

Só me resta retribuir a amizade: Força, Lorena! Força! :) Abraço sincero.

P.S.: Acredite, super te entendo, rs.

Lorena Pôssa disse...

Nossa, Humberto!
Obrigada por me lembrar! Porque nem parece que eu que escrevi isso. Nem parece...

Humberto disse...

:)