sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Olhos de cigana oblíqua e dissimulada...

Hoje eu estou uma coisa meio Elephant Gun {/beirut}. (Preguiça danada de colocar o link aqui e facilitar a vida de vocês... mas pra quem assistiu a série Capitu, era aquela música linda que tocava toda vez que a Capitu adolescente aparecia com os olhos de ressaca e um Bentinho inocente e apaixonado se afogava...). Hoje eu estou meio Capitu, meio olhos de ressaca, meio maré cheia, com ondas violentas. Tão violentas que arrastam, afogam. Girando em torno do meu próprio umbigo, do meu próprio eixo, me embalando pelo outro embalo - o de Bentinho apaixonado. Hoje estou muito poesia e pouca matemática. Mais coração e impulso que razão. Elephant Gun nem devia ter letra, só o "na na na" e os sons da banda me enchem o peito de alegria e acelera meu corpo...
Como diria o Casmurro:
“As andorinhas vinham agora em sentido contrário, ou não seriam as mesmas. Nós é que eramos os mesmos, até ficamos somando nossas ilusões e começando a contar nossas saudades”.

4 comentários:

Everaldo Vilela disse...

o clipe oficial

http://www.youtube.com/watch?v=N-mqhkuOF7s

exótico não?
;)

rsrs

Camila Florêncio disse...

Eu não assisti Capitu - por mais incrível que isso pareça - mas seja lá do que você estiver falando, esse título por si só, já basta!

Humberto disse...

Mais uma vez eu não acredito que eu não assisti Capitu. Que música é essa, como é que eu não ouvi antes? Linda.

Muito bom você de volta. Inspirada assim, então, nossa.
Bjo.

Humberto disse...

Não resisti, fiz um post inspirado neste.
Abs!